sexta-feira, 26 de abril de 2013

[Adaptações Literárias] Um Porto Seguro

Eu sempre gosto das adaptações que fazem dos livros do Nicholas Sparks. E não é por eu sempre gostar dos seus livros e por ser fã do autor, que digo isso. Mas até hoje, eu nunca achei que cometeram grandes deslizes em suas obras adaptadas. E foi esse gostinho de 'romance-doce-e-sutil' que eu pude sentir quando sentei para assistir 'Um Porto Seguro'.


A história que pude acompanhar no cinema seguiu a mesma linha do livro, com diálogos interessantes, atores que fizeram jus aos seus devidos personagens, cenas fiéis – claro que nunca é completamente – e uma trilha sonora simplesmente....perfeita.
Pra quem leu a resenha do livro – aqui – sabe que essa é uma das histórias que o Sparks escreveu, que eu mais gostei. Tanto por sua simplicidade e seu lado ‘chicê’, como por apresentar um lado sombrio, enigmático.
Mas se ao mesmo tempo eu consegui gostar da adaptação, foi esse lado ‘sombrio, enigmático’ do livro - que na verdade não é tão explorado como foi no filme- o grande problema da adaptação.
Eles pegaram isso e exploraram ao máximo, o que tornou o filme por vezes com cenas desconexas – ao menos para quem não leu. Acho que o foco principal da história é o casal, Katie e Alex, e o quanto o amor que um sentia pelo outro, ajudaria ambos a superaram seus medos, traumas e limitações. E não a busca obsessiva e frenética que vemos durante quase todo o filme, do marido dela, tentando encontrá-la.
Porém, se isso foi um aspecto negativo, o que teve de positivo foi o que me fez sair feliz e satisfeito do cinema.
Como não amar as interpretações perfeitas? E como não amar os cenários maravilhosos? A trilha sonora incrível? A imagem...fascinante? Tudo isso e um pouco mais é o que deixa essa sensação de satisfação. Saber que por mais  mudanças que tenham sido feitas no enredo adaptado, os acertos foram muito maiores e significativos.
A adaptação traz cenas que não são descritas no livro, e sabe o que eu achei? Muito legal, porque não atrapalham em nada o enredo, contrário a isso: acrescentam e enriquecem a história.
Enfim...a história é linda, faz jus ao sobrenome Sparks, mas sinto que quem ainda não leu o livro - e pude presenciar isso no cinema - fica perdido em algumas coisas, alguns detalhes que são de fundamental importância, mas que não dariam para ser levados as telonas.

Olha que imagem linda!!! Condiz ou não com o retatro que o Sparks desenhou na cabeça do leitor?! *.*
E sabe o que eu gostei mesmo?! Ver pessoas sairem chorando do cinema - isso é a essência do Sparks - com aquela cena lindamente emocionante no fim do filme. E foi a mesma sensação de dever cumprido que me preencheu quando eu terminei de ler. Saber que apesar de tudo - ou talvez por causa de tudo - o Sparks sempre irá ser o meu autor favorito.
BOM FILME!!!

Comente com o Facebook:

7 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Oi ronaldo,

    Adorei essa comparação que você fez do livro e do filme. Ao contrario de você, acho que alguma adaptações dos livros do nicholas meio sem nexo, embora muitas sejam boas. Eu ainda nao vi o filme, embora pretenda, mas sinceramente...són o trailer eu achei MILHÕES de erros...a começar pela troca da cor de cabelo da personagem que deveria ser moreno agora e loiro antigamente...
    espero que eu nao acho tantos erros como em harry potter (que é absurdo de tantas mudanças nas cenas e me da nos nervos), pq aí eu nao vou gostar. ODEIO filme mal adaptado! (nao consigo ver os filmes do harry potter do 4° ao 6° de tão absurdo que é)

    beijos

    ResponderExcluir
  3. Oie :)

    O único livro que li do Sparks até hoje foi a ultima música, e apesar das pessoas dizerem que o autor tem seus autos e baixos é o Nicholas né... beijos !!!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
  4. Olá Ronaldo!
    Eu estou louca para ler um livro do Sparks e pretendo começar por Querido John. Assim como você, amo os filmes que são adaptados dos livros do Sparks e não vejo a hora de poder LER uma obra dele *-*
    Um porto seguro parece ser um ótimo livro e um ótimo filme também, bem no estilo do Sparks!

    Beeijos,
    iSteh

    ResponderExcluir
  5. Ronaldo, supere esse seu amor pelo Sparks, ow! HAHAHAHAHAHA Tô brincando.
    Adorei a postagem... livro e filme não são opções para mim no momento, mas também não descarto a possibilidade. Adorei a postagem!

    Um abraço!
    http://universoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Ro, eu queria ter assistido esse filme, estava esperando minha amiga (a Williane, aquela outra mega-super fã do Sparks) ter me chamado para ir ao cinema ver, já que ler está fora de hipótese e até agora nada ¬¬ Mas enfim, verei assim que possível.

    ResponderExcluir
  7. Rô,

    assisti esse filme no final de semana e AMEI! Assim, não gostei de terem colocado o filho do Alex insuportavel daquee jeito, mas ficou tão fiel! Eu ficava com um sorriso bobo nos lábios, sabe? Coisa boba de quem é apaixonado pelo Nicholas HAHAHAHAHA

    Assim, discordo com você em um ponto:todos os filmes nao ficaram TÃO PERFEITS E FIEIS. Não gosto muito de A Ultima Musica e tal, mas creio que vale a pena mesmo assim assistir todos.

    Um beijo bem grande e um xêro no cangote,
    Raphaela
    @EqualizeLeitura
    http://equalizedaleitura.com.br/

    ResponderExcluir